Perder sem ser derrotado

Sou o cabeludo de azul que está em pé, na fileira da esquerda para a direita. Aluno do professor Francisco Neto. Foto tirada na academia Kombat Jiu-jitsu em Lauro de Freitas - Bahia. Quando comecei a praticar artes marciais era uma criança, deveria ter entre oito a dez anos. Entrei na academia porque sofria com … Continue lendo Perder sem ser derrotado

Budo, o caminho do guerreiro

Paulo Lima e Miguel na orla de Salvador - Bahia. As armas de fogo foram introduzidas no Japão em 1543 e por conta disso as artes marciais tiveram que passar por um processo de re-significação. O que outrora se destinava a vencer o inimigo externo passou a ser utilizado para vencer o inimigo interno. A … Continue lendo Budo, o caminho do guerreiro